Banana é uma grande aliada na prevenção do AVC

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde, Notícias do Vale | Postado dia 26-04-2011

0

De Fotos Blog Curiosidades do Vale do Ribeira

 

Consumir a fruta três vezes ao dia reduz as chances de derrame em 21%

Pessoas que comem três bananas todos os dias têm um risco até 21% menor de sofrerem um Acidente Vascular Cerebral (AVC). É o que sugere uma pesquisa europeia publicada na mais recente edição do periódico Journal of the American College of Cardiology. De acordo com cientistas das universidades de Warwick, na Inglaterra, e de Nápoles, na Itália, o benefício da fruta para a corrente sanguínea tem como razão sua alta concentração de potássio. A ingestão de 1.600 miligramas da substância - menos da metade da quantidade diária recomendada para um adulto - já seria suficiente para reduzir em 1/5 as chances de ocorrência de um derrame cerebral.

Ao melhorar a fluidez do sangue, o potássio ajuda a evitar a formação de coágulos na corrente sanguínea, evitando, assim, o AVC. A substância também pode ser encontrada em verduras como o espinafre, além de castanhas, leite, peixes e lentilha. Os pesquisadores afirmam que a ingestão adequada de potássio ajudaria a evitar as mais de 1 milhão de mortes provocadas por derrame todos os anos em todo o mundo. Cada banana possui cerca de 500 miligramas do nutriente.

Os pesquisadores britânicos e italianos reuniram dados de 11 estudos diferentes - alguns deles datados da década de 1960 - e reavaliaram os resultados para produzir um relatório mais amplo a respeito do tema. Pesquisas anteriores já apontavam a importância da banana no controle da pressão sanguínea, no equilíbrio dos fluídos do corpo e na prevenção de derrames, mas os resultados ainda eram inconsistentes. De acordo com os cientistas responsáveis pelo estudo global, a ingestão de potássio está aquém do indicado na maioria dos países. O déficit do nutriente no organismo acarreta também problemas como arritmias cardíacas, irritabilidade

Fonte : Site http://veja.abril.com.br/

Suco Desintoxicante

Postado por Camilo Aparecido | Postado em As Receitas e Culinarias, Dicas de saúde | Postado dia 10-01-2011

0

De Fotos Blog Curiosidades do Vale do Ribeira

Olá meus amigos…

Hoje vendo o Blog da Rosana Valle eu vi uma receita de suco desintoxicante e achei interessante .

A Rosana Valle aprendeu  com a nutricionista Tatiana Pimentel, que desenvolve um programa de reeducação alimentar para os funcionários da TV Tribuna.

É um suco desintoxicante, pode ser tomado pela manhã, ajuda a eliminar as toxinas e faz muito bem! Comigo está funcionando, mas é preciso ter disciplina para levar qualquer dieta adiante… porém, estou conseguindo emagrecer gradativamente, sem tomar remédios ou sentir fome.

LARANJA COM COUVE

Ingredientes

2 laranjas
2 folhas de couve manteiga
pedras de gelo
adoçante a gosto

Modo de preparo

Bata o suco de laranja com a couve no liquidificador ou centrífuga, junte gelo e adoçante e tome em seguida.

Para facilitar tem outra opção: você pode triturar a couve primeiro com um pouco de água e encher os cubinhos de gelo com o líquido, quando congelar e só ir retirando do freezer o que precisar e misturar ao suco de laranja.

Pesquisei também algumas informações sobre as propriedades da couve.

Curiosidade sobre a couve

As couves, devido ao seu alto e valioso valor nutricional são um dos principais legumes utilizados na medicina tradicional desde a antiguidade. Julga-se mesmo que na antiguidade em algumas civilizações as couves eram utilizadas somente com o fim medicinal e não gastronômico. Nas antigas civilizações da Grécia e Roma costumava-se comer couve antes de uma refeição farta, ou simplesmente para prevenir doenças do estômago ou uma indisposição.

No Egito costumava ser uma prática comum ingerir algumas folhas de Couve em vinagre antes de um grande banquete ou festa, esta prática tinha como fim prevenir uma eventual ressaca. Mas é mais tarde, no final da idade média, após este vegetal ter ganhado uma grande popularidade entre os povos Europeus, que surge o termo "médico do povo" associado à couve. A couve era utilizada para a cura das mais diversas enfermidades, e havia ainda a idéia de se comer couve diariamente evitaria o aparecimento de doenças.

Algumas destas práticas sobreviveram ao passar dos milênios e ainda são hoje em dia utilizadas por muita gente. Porém os povos da antiguidade não estavam de todo errados quanto às propriedades da couve. Estudos e investigação nesta área têm revelado que a utilização das couves para a cura e prevenção de certas enfermidades é realmente eficaz devido à sua composição nutricional e por ser um anti-inflamató rio, antibiótico e anti-irritante natural.

Fonte : Blog Rosana Valle

Como curar a ressaca com suco delicioso

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde, Você sabia | Postado dia 01-01-2011

1

Pra você que está com aquela ressaca depois da noitada anterior, do final de semana ou do feriado prolongado trago uma dica super especial para combater a ressaca, isso mesmo, quer saber como melhorar da ressaca então veja a receita para ressaca abaixo e fique despreocupado com as dores de cabeça:

INGREDIENTES


-1 fatia grande de melão
-1 fatia média de abacaxi
-Água de 1 coco médio

MODO DE PREPARO


Bata os ingredientes no liquidificador e está pronto. Acrescente açucar se preferir, mas não é necessário.

Rendimento: 1 copo de aproximadamente 350 ml.

Conheça um pouco sobre Aromaterapia

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Curiosidades Diversas, Dicas de saúde, Você sabia | Postado dia 04-10-2010

0

A  palavra  Aromaterapia é uma parte específica e diferenciada da FITOTERAPIA. É composta de duas palavras: “Aroma”, que significa “cheiro especial” e “Terapia” que denota tratamento. Trata-se de uma das mais antigas formas de tratamento, à base de óleos essenciais, extraídos das flores, plantas, arbustos aromáticos, frutas e outras partes das plantas.
 
Usam-se essências puras, óleos essenciais, difusores ambientais, incensos e perfumes para despertar os sentidos de forma orientada. Estes aromas agem diretamente no cérebro, ativando glândulas do sistema endócrino e induzindo-o a produzir outros hormônios, como a adrenalina e a endorfina, que geram o equilíbrio fisiológico e emocional.
 
A Aromaterapia ganha força junto as terapias naturais como a Acupuntura, o Shiatsu, os Florais de Bach, etc, podendo ser usado no tratamento de doenças e sua prevenção, além disso tem aumentado cada vez mais o trabalho de empresas especializadas em aromaterapia ambiental e marketing olfativo. Já dentro de salas de espera e ambientes de clínicas e consultórios é mais comum encontrar a aromaterapia ambiental voltada à terapia e não ao marketing olfativo.
 
“O seu efeito [dos aromas] é de agitar os traços de antigas memórias no cérebro – retidas em nossa biologia como acontece com outras características vestigiais – e, de uma forma sublime e indireta, revelar precisamente o que os perfumes ajudam a mascarar. (…) perfumes subconscientemente provêem uma constante lembrança de que o caminho de ação que um dia eles traçaram está agora firmemente e irrevocavelmente sob controle. (…) Os odores (…) diminuem levemente a repressão, libertando parte das emoções, mas nenhum do comportamento. (…) Os aromas inconscientemente revelam aquilo que conscientemente se quer esconder.”
(VAN TOLLER; DODD, 1994)
 
Canela e canela – é um agente de equilíbrio para o organismo, energizante e estimulante, sintoniza bons fluídos financeiros.
 
Pitanga – sorte, riqueza, prosperidade; poderoso estimulante e afrodisíaco.
 
Maça com canela – é um agente de equilíbrio para o organismo. Purificador do ar (limpeza) e um ótimo energizante.
 
Maçã Verde – atrai proteção e boas amizades; melhora a memória e o raciocínio; nutre o ser humano de doçura necessária para encontar forças que o apoiem em seus afazeres quotidianos.
 
Baunilha – estimulante e tonificante; eleva o bem-estar.
 
Morango - ideal para momentos de paixão, amor, beleza e fertilidade; refresca a atmosfera tensa.
 
Morango com champagne – romântico e exótico melhorar sua sensualidade e a intuição.
 
Frutas cítricas – antidepressivos equilibra o emocional
 
Frutas vermelhas - atrae sexo feminino, amor, paixão.
 
BIBLIOGRAFIA:
. Aromaterapia – Manoel Lavabre
. Guia Prático de Aromaterapia – Shirley Price
. A Arte da Aromaterapia – Robert Tisserand

Representante no Vale do Ribeira : Susana Moraes (013) 38222251 ou (013)81568157

Caxumba é a causa de infertilidade

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 31-12-2008

0

Caxumba é causa de infertilidade
 
 

CUIDADOS Vacina tríplice viral é a forma mais eficaz de prevenir a caxumba, que é transmitida por vírus

A parotidite infecciosa, também conhecida como caxumba é uma doença tipicamente infantil. Normalmente, o vírus é transmitido por espirro, tosse ou respiração, seja em ambientes fechados ou contato direto. Em crianças, normalmente a doença não apresenta qualquer tipo de complicações, desde que tratada corretamente, já em adultos e adolescentes, principalmente do sexo masculino a situação é mais delicada podendo levar o indivíduo à infertilidade. Quem faz a orientação é o médico urologista, Paulo Marcos Longuini Mazili, do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa de Santo André.

Nos homens pode ocorrer orquite - inflamação dos testículos - quando o inchaço das glândulas já está regredindo. A região tende a ficar inchada, dolorida, quente e aumenta de volume. Geralmente a infecção poupa uma parte dos testículos, mas se for tratada de forma errada pode comprometer e levar o indivíduo à infertilidade. Cerca de 20% dos homens infectados desenvolvem a orquite.

Segundo o especialista, os homens devem seguir rigorosamente as recomendações médicas. "Orientamos o paciente infectado para repousar o máximo de tempo possível e que três meses após a manifestação da caxumba procure um médico para a realização de novos exames", orienta Mazili.

Já nas mulheres, pode ocorrer ooforite e mastite - inflamação dos ovários e mamas - porém muito mais raro do que a orquite. Ambas as inflamações só se manifestam em adultos e adolescentes depois da puberdade.

Náuseas, febre repentina, dores de cabeça, garganta e inflamação nas glândulas salivares são os sintomas mais comuns. O pescoço apresentará inchaço logo abaixo da orelha, que pode durar de cinco a 10 dias e o vírus pode ser transmitido até sete dias após a infecção.

O pâncreas também pode ser afetado - pancreatite - porém a cura é espontânea. O coração, os rins, a glândula tireóide e o sistema nervoso também podem ser atingidos, desencadeando miocardite, nefrite, tireoidite e meningite ou encefalite.

Não existe um tratamento para a caxumba, o próprio corpo é capaz de iliminar, sozinho, a infecção. Os cuidados recomendados pelos médicos aliviam os sintomas, porém, alguns cuidados são de extrema importância, como ficar afastado do trabalho ou escola, fazer repouso, não praticar nenhum tipo de esportes, compressas e analgésicos ajudam aliviar a dor, evitar a ingestão de alimentos sólidos e ácidos. Uma higienização bucal também é recomendada para evitar que bactérias contaminem o local agravando a situação do paciente. No caso de orquite, o repouso e uso de suspensório escrotal são muito recomendados para o alívio da dor.

Em casos de crianças debilitadas ou gestantes, o médico pode indicar a administração de gamaglobulina, com elevada concentração de anticorpos, para amenizar os sintomas e evitar complicações. Porém, a imunidade definitiva só ocorrerá a partir dos anticorpos produzidos pelo organismo ou pela aplicação de vacina específica.

A forma mais eficaz de prevenir a doença é por meio da vacina tríplice viral, ministrada de acordo com o calendário vacinal, ou assim que entrar em contato com um indivíduo infectado.

Fonte Site O Diario de mogi

Caxumba é causa de infertilidade

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 13-12-2008

0

Caxumba é causa de infertilidade
 
 

CUIDADOS Vacina tríplice viral é a forma mais eficaz de prevenir a caxumba, que é transmitida por vírus

A parotidite infecciosa, também conhecida como caxumba é uma doença tipicamente infantil. Normalmente, o vírus é transmitido por espirro, tosse ou respiração, seja em ambientes fechados ou contato direto. Em crianças, normalmente a doença não apresenta qualquer tipo de complicações, desde que tratada corretamente, já em adultos e adolescentes, principalmente do sexo masculino a situação é mais delicada podendo levar o indivíduo à infertilidade. Quem faz a orientação é o médico urologista, Paulo Marcos Longuini Mazili, do Hospital e Maternidade Beneficência Portuguesa de Santo André.

Nos homens pode ocorrer orquite - inflamação dos testículos - quando o inchaço das glândulas já está regredindo. A região tende a ficar inchada, dolorida, quente e aumenta de volume. Geralmente a infecção poupa uma parte dos testículos, mas se for tratada de forma errada pode comprometer e levar o indivíduo à infertilidade. Cerca de 20% dos homens infectados desenvolvem a orquite.

Segundo o especialista, os homens devem seguir rigorosamente as recomendações médicas. "Orientamos o paciente infectado para repousar o máximo de tempo possível e que três meses após a manifestação da caxumba procure um médico para a realização de novos exames", orienta Mazili.

Já nas mulheres, pode ocorrer ooforite e mastite - inflamação dos ovários e mamas - porém muito mais raro do que a orquite. Ambas as inflamações só se manifestam em adultos e adolescentes depois da puberdade.

Náuseas, febre repentina, dores de cabeça, garganta e inflamação nas glândulas salivares são os sintomas mais comuns. O pescoço apresentará inchaço logo abaixo da orelha, que pode durar de cinco a 10 dias e o vírus pode ser transmitido até sete dias após a infecção.

O pâncreas também pode ser afetado - pancreatite - porém a cura é espontânea. O coração, os rins, a glândula tireóide e o sistema nervoso também podem ser atingidos, desencadeando miocardite, nefrite, tireoidite e meningite ou encefalite.

Não existe um tratamento para a caxumba, o próprio corpo é capaz de iliminar, sozinho, a infecção. Os cuidados recomendados pelos médicos aliviam os sintomas, porém, alguns cuidados são de extrema importância, como ficar afastado do trabalho ou escola, fazer repouso, não praticar nenhum tipo de esportes, compressas e analgésicos ajudam aliviar a dor, evitar a ingestão de alimentos sólidos e ácidos. Uma higienização bucal também é recomendada para evitar que bactérias contaminem o local agravando a situação do paciente. No caso de orquite, o repouso e uso de suspensório escrotal são muito recomendados para o alívio da dor.

Em casos de crianças debilitadas ou gestantes, o médico pode indicar a administração de gamaglobulina, com elevada concentração de anticorpos, para amenizar os sintomas e evitar complicações. Porém, a imunidade definitiva só ocorrerá a partir dos anticorpos produzidos pelo organismo ou pela aplicação de vacina específica.

A forma mais eficaz de prevenir a doença é por meio da vacina tríplice viral, ministrada de acordo com o calendário vacinal, ou assim que entrar em contato com um indivíduo infectado.

Fonte Site O Diario

 

Ranking de Blogs

Problemas de visão na infância

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 11-12-2008

0

Problemas de visão na infância

A população do Brasil está crescendo e o acesso a serviços médicos diminuindo. É o que mostra recente estatística da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Hoje, dos 183,9 milhões de habitantes no País, só 40 milhões são usuários de planos de saúde contra 42 milhões em 2006, uma redução de 5% nos últimos dois anos, conforme aponta o levantamento. Significa que a maioria da população chega a esperar por mais de um ano pela prescrição de óculos. Esta lentidão, associada ao alto preço das lentes oftálmicas, faz muitas pessoas se privarem da correção visual, afirma o oftalmologista do Instituto Penido Burnier, Leôncio Queiroz Neto.

A falta de exame de vista e de óculos, ressalta, agravam doenças oculares de 45% das crianças brasileiras. Isso porque, esta parcela só passa pela primeira consulta médica quando chega à adolescência. Resultado: sem óculos, o grau dos vícios de refração - miopia, hipermetropia e astigmatismo - aumenta. "Recentemente atendi uma adolescente com 7 graus de miopia que nunca tinha usado óculos", conta. É um problema sério porque a dificuldade de enxergar de longe que caracteriza a miopia impede o acompanhamento de aulas e acaba gerando desinteresse pelos estudos, exemplifica.

Já quem tem hipermetropia, dificuldade de enxergar de perto, não consegue ler as anotações do próprio caderno e a falta de foco para longe e perto típica dos portadores de astigmatismo gera cansaço visual que reduz o rendimento escolar, ressalta.

A prova disso é a melhora do rendimento escolar de 50% dos alunos apontada por uma pesquisa realizada com professores após a prescrição de óculos durante o programa Mais Visão, uma iniciativa da Fundação Penido Burnier sob direção médica de Queiroz Neto. Já na avaliação dos pais, 88% passaram a ter mais interesse pelos estudos.

Óculos Social

A estimativa do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) é de que 12% das crianças em idade escolar não enxergam bem, mas o consumo de óculos no País indica que o acesso é restrito a menos da metade da população. Por conta disso, desde 2005, Queiroz Neto vem propondo através do Mais Visão a criação do "óculos social" no Brasil. Trata-se de uma versão mais barata que possa ser distribuida pelo SUS, explica.

A boa notícia é que iniciativas como o Mais Visão, programas do CBO, ONGs, universidades e da iniciativa privada estão mobilizando o poder público em conjunto com a indústria óptica a criar esta versão de óculos. De qualquer forma, o especialista diz a prevenção da cegueira requer que pais e professores estejam atentos à visão das crianças.

Fonte Site O Diario

 Ranking de Blogs

Osteoporose ainda é uma ameaça

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 07-12-2008

0

Osteoporose ainda é uma ameaça 

RISCO Uma em cada três mulheres é vítima da doença; exercícios, como caminhar, ajudam a prevenir

Graças aos avanços da medicina e à melhoria das condições de vida, hoje vive-se mais. No entanto, a qualidade de vida é comprometida por problemas de saúde que surgem à medida em que nossa população torna-se mais idosa. A osteoporose é um deles. O Brasil tem cerca de 10 milhões de pessoas com a doença, que é caracterizada pelo enfraquecimento dos ossos e o aumento do risco de fraturas. E os levantamentos apontam que 20% dos brasileiros - cerca de 30 milhões de pessoas - correm o risco de desenvolver a osteoporose nos próximos anos, segundo dados informados no último Congresso Mundial de Osteoporose, que aconteceu este ano no Rio de Janeiro.
A osteoporose é uma das doenças mais comuns e debilitantes. Resulta em dor, perda de movimento, inabilidade de desempenhar as atividades diárias e, em muitos casos, morte. Entre os principais fatores que contribuem para o risco da doença estão o tabagismo e o sedentarismo. Exercícios durante o início da vida aparecem como importantes na prevenção de futuras doenças ósseas, enquanto estar acima do peso aumenta o risco de fraturas, informa a médica endocrinologista do Lavoisier Medicina Diagnóstica/ DASA, Yolanda Schrank.

Segundo ela, a osteoporose é uma doença do osso que se caracteriza pela diminuição da densidade óssea, ou seja, o osso torna-se mais fino e poroso. Essa alteração enfraquece o osso, tornando-o mais susceptível a fraturas, após algum trauma ou até as fraturas espontâneas. As fraturas mais comuns são de vértebras (compressão com achatamento da coluna levando à diminuição da estatura), quadril, punho, costelas e colo do fêmur, comenta Yolanda.

A densitometria óssea é o exame recomendado no diagnóstico da osteoporose. Ela fornece a medida quantitativa da perda de massa óssea. O exame não é invasivo nem doloroso. A maior parte das avaliações mede a densidade do osso em pelo menos dois locais: coluna lombar e fêmur. A comparação dos resultados obtidos do paciente, com os valores de referência para uma população semelhante (em idade e sexo) possibilita verificar o grau de comprometimento ósseo. O teste deve ser realizado em todas as mulheres após a menopausa e, eventualmente mais cedo, em indivíduos com pelo menos dois fatores de risco para osteoporose assim com naqueles com queixas sugestivas da doença.

Entre os sintomas da doença, Yolanda Schrank cita a diminuição da massa óssea, mesmo em níveis que podem ser caracterizados como osteoporose e não acarreta sintomas. A osteoporose funciona, desta forma, como um ladrão silencioso que, de maneira lenta e progressiva, promove a perda de massa óssea, até que o osso fica tão fraco a ponto de não suportar o esforço mecânico, ocorrendo a fratura. Neste momento, ou seja, já num estágio mais avançado da doença, aí sim o paciente pode apresentar dor, esclarece a médica.

A osteoporose é uma doença que afeta principalmente mulheres na pós-menopausa caracterizada por uma fragilidade nos ossos. Segundo Yolanda Schrank, sabe-se que uma em cada três mulheres desenvolve osteoporose no período pós-menopausa, enquanto nos homens acima de 60 anos, apenas um em cada seis a desenvolve. Isto é explicado, essencialmente, pela diminuição do estrogênio (principal hormônio produzido pelos ovários) após a menopausa, hormônio este que tem uma ação protetora contra a perda óssea, informa a endocrinologista.

Fonte Site O Diario

Ranking de Blogs

Salmonella, a causa das diarréias

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 14-11-2008

0

Salmonella, a causa das diarréias

COMUM Ovos crus ou mal cozidos são as causas da maioria dos casos de diarréia, demonstra pesquisa

A ingestão de ovos crus ou mal cozidos e de alimentos a base de ovos é responsável por 64% dos surtos de diarréia aguda por contaminação com bactérias do grupo salmonella no Estado de São Paulo. É o que aponta levantamento inédito da Secretaria de Estado da Saúde com base na análise de 199 surtos com 6,2 mil casos de diarréia entre os paulistas ocorridos no período de 1999 a 2007.

Segundo o estudo, 27% dos surtos foram relacionados ao consumo de pratos a base de ovos, como coberturas de bolos, mousses, maioneses caseiras, tortas, salgados e lanches, por exemplo. Outros 37% tiveram como causa a ingestão direta de ovos cruz ou mal cozidos.

O levantamento ainda revelou que 34% das contaminações ocorreram após o consumo de alimentos em restaurantes, lanchonetes, padarias ou outros estabelecimentos comerciais que servem comida, e 22% na residência das pessoas. O consumo de alimentos em festas e eventos foram responsáveis por 14% dos surtos. Os ovos relacionados aos surtos que foram estudados eram provenientes de granjas comerciais legais, e não de estabelecimentos clandestinos ou criações domésticas.

Os dados da Secretaria foram apresentados à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que irá realizar consulta pública para aprovar nova regulamentação sobre nova rotulagem dos ovos, com avisos ao consumidor sobre formas adequadas de como consumir o produto para evitar a salmonellose. Países da Europa e os Estados Unidos já adotaram medidas semelhantes.

Para a médica epidemiologista Maria Bernadete de Paula Eduardo, coordenadora do estudo e responsável pela Divisão de Doenças Transmitida por Água e Alimentos do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da Secretaria, o número de casos de salmonellose no Estado relacionado ao consumo de alimentos com ovo mal preparados pode ser ainda maior.

"Somente 40% das pessoas que ficam doentes procuram serviços de saúde, e os médicos normalmente solicitam os exames apenas nos casos considerados mais graves. Além disso nem sempre há sobras dos alimentos suspeitos ingeridos para a realização dos testes laboratoriais necessários", afirma Bernadete.

Além de diarréia, uma pessoa contaminada com salmonella pode apresentar febre e cólicas de 12 a 72 horas depois de consumir o alimento contaminado. Em alguns casos, quando a diarréia é severa, há necessidade de internação. Crianças, gestantes e idosos podem apresentar formas graves da doença, como infecção que pode passar do intestino para a corrente sanguínea ou para outros órgãos do corpo.

Fonte Site O Diario de Mogi

 Ranking de Blogs

Jovens devem se vacinar contra hepatite B

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 07-11-2008

0

Jovens devem se vacinar contra hepatite B

A atenção com adolescentes e jovens deve ser redobrada, pois nesta fase aumenta o convívio social, o ciclo de amizades, eles começam a freqüentar ´baladas´ e iniciam a vida sexual. É muito importante imunizá-los contra doenças como a hepatite B que, junto como as outras variações, representa um grave problema de saúde pública no país e no mundo.

Quem nasceu a partir de 1998 já está imunizado contra a hepatite B, já que naquele ano a vacina começou a ser aplicada no primeiro mês de vida do bebê. Porém, quem tem entre 10 e 19 anos precisa ser vacinado. As doses estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde.

Segundo a chefia da Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep), geralmente quem está nessa faixa etária foge de injeção, por isso vai um alerta para os pais: é muito importante tomar as três doses da vacina. Caso contrário, não há imunização. As hepatites são doenças infecciosas causadas por vírus que provocam inflamações no fígado de forma aguda ou crônica, podendo ser grave e com seqüelas.

Transmissão

A contaminação ocorre através de fluídos corpóreos e materiais perfuro cortantes, como ´piercings´ e alicates de unha. O contaminado pode não apresentar os sintomas no início e, mesmo que apresente, o diagnóstico é dificultado pelo fato de serem semelhantes aos de um resfriado, como mal-estar e febre. A prevenção é a vacina.

A segunda dose deve ser tomada 30 dias após a primeira, e a terceira, em 180 dias. Para os pais que têm dificuldade ou falta de tempo para levar os filhos para se vacinar, uma dica é, ao encaminhá-los aos 15 anos para tomar a dose de reforço da vacina dupla adulto (difteria e tétano), já iniciar o esquema contra a hepatite B.

Fonte Site TV Tribuna

Ranking de Blogs

Pílula antigordura é estudada por Pesquisadores !!

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde, Você sabia | Postado dia 06-11-2008

0

Pílula antigordura é estudada

OBESIDADE Pesquisadores acreditam em criação de medicamento eficiente, mas sem solução mágica

No que diz respeito à obesidade, o organismo humano pode ser comparado a uma usina de energia, cheia de botões, válvulas e sensores, que são os genes, hormônios e enzimas que controlam o metabolismo. Ao entender como essa usina funciona, os cientistas esperam ganhar capacidade para detectar problemas, prever riscos, intervir e fazer ajustes onde necessário. Fica no ar uma pergunta tentadora: Será possível inventar uma pílula antigordura que realmente funciona, sem efeitos colaterais?

Cientistas - e a indústria farmacêutica - acreditam que sim. Vários estudos feitos com ratos e camundongos transgênicos já identificaram botões e válvulas biológicas que podem ser manipuladas terapeuticamente para controlar a obesidade.

No Instituto de Química da Universidade de São Paulo, pesquisadores estão de olho nas mitocôndrias, as organelas que funcionam como baterias das células. É dentro delas que a energia contida nos alimentos é convertida em adenosina trifosfato (ATP), a molécula energética que o corpo usa para funcionar. E é a eficiência dessa conversão que determina, em grande parte, o quanto da energia de um brigadeiro vai ser absorvida pelo organismo e quanto vai ser dissipada na forma de calor.

"Tem gente que come muito, mas engorda pouco, porque tem uma eficiência de conversão energética baixa", diz a especialista Alicia Kowaltowski, chefe do laboratório onde é feita a pesquisa Se a eficiência é alta, ocorre o contrário: toda a energia dos alimentos é convertida em ATP, e o que não é queimado acaba convertido em gordura.

Em um trabalho publicado na revista Aging Cell, a equipe de Alicia mostrou que camundongos tratados com a droga dinitrofenol engordam menos e vivem mais do que camundongos não tratados, apesar de receberem a mesma quantidade de comida. O dinitrofenol, explica Alicia, é uma molécula que causa um "curto-circuito" no sistema elétrico das mitocôndrias, impedindo a síntese de ATP. A droga já foi usada na década de 30 como remédio para emagrecer, mas causou mortes por erro de dosagem e acabou proibida.

"Estamos estudando como promover o mesmo curto-circuito sem os efeitos negativos", afirma Alicia. Nos camundongos, pelo menos, já funcionou. Os cientistas também querem saber se o número de mitocôndrias nas células - que pode variar entre indivíduos - também influencia a eficiência de conversão energética.

Em outra pesquisa brasileira, cientistas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostraram como uma droga usada há décadas para controle de pressão sanguínea pode ser usada também para regular o metabolismo. Ratos tratados com a molécula enalapril e alimentados com uma dieta supercalórica engordaram muito menos do que ratos que não receberam o medicamento.

Os animais tratados comeram menos, gastaram mais energia e acumularam menos gordura do que os do grupo controle, segundo o biólogo molecular João Bosco Pesquero, que coordena a pesquisa. O medicamento (derivado décadas atrás de moléculas presentes no veneno da jararaca brasileira) inibe a síntese de uma molécula chamada angiotensina-2, que, entre outras coisas, comprime vasos sanguíneos e participa da diferenciação de células adiposas. Por isso, quando deixa de ser produzida, a pessoa emagrece.

"Uma das hipóteses é que as células adiposas não se diferenciam completamente e perdem a capacidade de acumular gordura", explica Pesquero. Os resultados, segundo ele, indicam que é possível usar o enalapril para controle de peso em doses pequenas, sem causar problemas de pressão.

Pesquero, assim como Alicia, acredita que seja possível chegar a um medicamento eficiente e seguro contra a obesidade em seres humanos. Mas os especialistas avisam: não vai haver solução mágica. Pílula nenhuma vai ser tão boa quanto uma academia ou um prato de salada. "O melhor mesmo é comer bem e se exercitar. Drogas devem ser usadas apenas quando necessário, em situações clínicas específicas", afirma Pesquero. Por se tratar de um problema multifatorial, é também improvável que uma única droga sirva para todos os pacientes, alertam os especialistas.

Fonte Site o Diario de Mogi

Ranking de Blogs

Saiba oque é Catapora !

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 08-10-2008

1

Catapora
Durante o período de chuvas, evite dividir ambientes fechados com pessoas contaminadas pela doença.

O que é?

Uma doença altamente contagiosa provocada por um vírus. Com nome científico de varicela, costuma atingir principalmente as crianças. Em geral, é benigna e costuma incomodar principalmente pelas manchas vermelhas e pela coceira intensa.

Imunidade

Quem já teve varicela uma vez na vida, não corre mais o risco de desenvolvê-la. No entanto, como o vírus da catapora é o mesmo do herpes zoster (ou cobreiro), existe o risco de um indivíduo com defesa baixa desenvolver uma nova doença depois de entrar em contato com doentes em fase de ontágio. Quem tem doenças imunodepressivas, como Aids, deve manter distância do vírus.

Vacina

Existe uma vacina que previne a doença. Em Brasília, está disponível em centros de vacinação ou clínicas particulares de pediatras ou dermatologistas. O preço médio é de R$ 65,00. É indicada para todas as crianças com mais de um ano e para adolescentes e adultos que ainda não foram contagiados pela varicela.

Transmissão

É muito comum em época de chuva e frio, quando as pessoas se juntam em locais fechados com maior freqüência. Crianças em fase escolar têm maiores chances de se contagiar pelo vírus.

A transmissão se dá pelo ar. Se uma criança ou um adulto que nunca teve catapora entrar em contato com alguém contagiado, a contaminação é quase certa.

Incubação

Depois de entrar em contato com o vírus da catapora, o indivíduo permanece entre 14 e 21 dias sem apresentar sintomas. É o que se conhece como tempo de incubação.

Sintomas

Começam com pontinhos vermelhos espalhados pelo corpo que se parecem com picadas de inseto. Nessa fase, a doença não costuma ser detectada facilmente.

Essas manchas , depois de dois ou três dias, crescem e mudam de aspecto. Tornam-se vesículas (folhas cheias de um líquido transparente). As bolhas podem aparecer em regiões delimitadas do corpo ou nele inteiro. Muitas vezes, os sinais aparecem também nas mucosas da boca, do nariz, dos olhos, entre outras.

Além da coceira intensa, o contagiado pode apresentar febre baixa, dor de cabeça. É uma doença que pede repouso durante os primeiros dias depois de surgirem os primeiros sintomas.

O estágio no qual o corpo fica com sinais variados – desde as manchinhas parecidas com picadas de inseto, bolhas, até as feridas e crostas ressecadas – é o mais característico da doença. Nessa fase, não há como confundir a catapora com qualquer outro problema. Enquanto as feridas não cicatrizarem, é preciso manter o doente isolado, pois há risco de contaminação.

Complicações

A catapora é um problema pouco grave, desde que bem tratado. No entanto, se a doença se manifestar em crianças com resistência muito baixa ou se não for cuidada devidamente, podem apresentar complicações como:

* Infecção bacteriana secundária: muitas vezes, a criança coça os caroços com unhas sujas, que podem estar contaminadas por bactérias. Se as bolhas contiverem líquido amarelo, é sinal de infecção;
* Pneumonia: o vírus da doença pode entrar no organismo e provocar doenças mais sérias em outros órgãos, como pulmões;
* Encefalite: é uma inflamação no cérebro. Se esta complicação for detectada rapidamente, as seqüelas podem ser evitadas. Mas se o tratamento for displicente, a doença pode até matar.

Tratamento

Antes de qualquer remédio, uma determinação: nunca coce. As bactérias são invisíveis e podem infeccionar as feridas. Normalmente, as cicatrizes escuras da catapora são decorrentes de infecções secundárias.

Cuidados locais. Banhos com permanganato de potássio são sempre aconselhados para aliviar a coceira e cicatrizar rapidamente as feridas. Importante: dissolva um pacote ou um comprimido em cinco litros d’água.

Se houver início de infecção, antibióticos podem ser receitados. Procure sempre o médico antes de tomar qualquer remédio. Se as dores de cabeça ficarem fortes, é possível que tenha surgido alguma complicação.

Dicas para o paciente

* Corte sempre as unhas e deixe-as limpas;
* Evite contato com pessoas com baixa capacidade de defesa;
* Use roupas leves, para evitar calor e aliviar as coceiras;
* Use luvas na hora de dormir, se a coceira incomodar muito;
* Tente aliviar o prurido com talcos mentolados ou banhos com maisena.

http://www.santalucia.com.br/dermatologia/catapora-p.htm

 

Ranking de Blogs

Ong Médicos da Terra, trabalho lindo deste Casal!

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde, Você sabia | Postado dia 15-09-2008

0

Ong Médicos da terra

É uma ONG criada por um casal de médicos que realiza ATENDIMENTOS MÉDICOS gratuitos e PALESTRAS a comunidades de mais baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano)- segundo a ONU - por todo o Brasil. Dra. DANIELLE BOUHID BERTOLINI, 33 anos, cirurgiã geral e do aparelho digestivo. Dr. CARLOS ALBERTO MAKNAVICIUS, 38 anos, cardiologista, ex-policial militar (COE).

 FOTO DANIELLE e CARLOS

Fazem um trabalho lindo ,A iniciativa deste casal de Médicos  é louvável, nesse país de poucas ou nenhuma oportunidade para alguns.  pra esse trabalho dígino ,que esse exemplo sirva de lição para muitos .

Visitem o: Blog Médicos da terra

e o Site : www.medicosdaterra.com.br

 

Ranking de Blogs

Consulta CID (Código Internacional de Doenças)

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde, Você sabia | Postado dia 12-09-2008

1

Que código é esse que o médico colocou no seu atestado?

Se tiver curiosidade de conhecer todos os códigos CID, visite esta página

http://www.respnews.org/cid10.php

 

Ranking de Blogs

Tabela de Calorias de Alimentos,Ótimo para Dietas!

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 05-09-2008

0

Neste dois Site abaixo vai ti ajudar a saber tudo sobre calorias ,dica utíl para que em esta fazendo dieta.

Quantas calorias diárias preciso
http://cervical.info.testeurl.com/calorias.aspx

 
tabela de calorias de alimentos
http://www.cdof.com.br/nutri4.htm

 

Ranking de Blogs

Vacinação Contra a Rubéola

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 11-08-2008

0

A  vacinação contra a rubéola vai até 12 de setembro e pretende imunizar 13,5 milhões de paulistas entre 20 e 39 anos de idade, o que representa 95% do total de pessoas nessa faixa etária que vivem nos 645 municípios do Estado. Para a região da Baixada Santista serão enviadas 620 mil doses da vacina Dupla Viral, que protege também contra o sarampo. As vacinas serão distribuídas em três etapas, até a segunda quinzena de agosto.

Todos os homens e mulheres deverão procurar os postos de saúde até o dia 12 de setembro, das 8h às 17h (exceto finais de semana), para receber uma dose da vacina Cerca de 15 mil postos fixos e volantes estarão à disposição da população no período. Haverá em torno de 57 mil profissionais de saúde e 4 mil carros envolvidos na operação.

Em 2007 foram registrados no Estado de São Paulo 1.659 casos de rubéola, dos quais 1.122 (68%) em homens, segundo balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), órgão da Secretaria. Foi o número mais alto da doença desde 2000, quando 2.566 paulistas contraíram a doença. Em 2006 foram 66 casos. De janeiro a maio deste ano houve 329 notificações de rubéola, das quais 210 em homens.

A incidência maior da doença entre homens é ainda mais acentuada na faixa entre 20 e 29 anos, responsável por 50,5% dos casos masculinos em 2007. Já os homens de 30 a 39 anos de idade responderam por 28,6% das ocorrências. Nas mulheres a incidência é similar dos 20 aos 39 anos, público-alvo da campanha.

A doença

A rubéola é uma doença infecciosa causada por vírus do gênero rubivirus e transmitida por secreções nasofaríngeas expelida pelo doente ao tossir, respirar, falar ou respirar. Os principais sintomas são febre baixa, manchas no corpo, dores articulares, conjuntivite, coriza e tosse.

Normalmente a rubéola é uma doença benigna, mas quando ocorre durante a gestação há o risco de Síndrome da Rubéola Congênita, que pode comprometer o desenvolvimento do feto e causar abortamento espontâneo, morte fetal e malformações congênitas como surdez, glaucoma, catarata e diabetes.

"O grande desafio desta campanha será imunizar a população masculina, que não costuma procurar os postos de saúde. Os homens contaminados pela rubéola podem transmitir o vírus para mulheres em idade gestacional, o que representa um grave perigo. Por isso é fundamental que homens e mulheres se protejam contra a doença tomando a vacina", afirma Helena Sato, diretora de Imunização da Secretaria.

Para garantir que a campanha atinja o maior número de pessoas, o Estado de São Paulo prepara uma força tarefa contra a rubéola. Além dos postos fixos de vacinação, o Estado está buscando parcerias com associações de classes, empresas, clubes e entidades religiosas que possam funcionar como unidades volantes.

Fonte Site TV Tribuna

Ranking de Blogs Technorati Profile

Qual é a diferença? dengue comum e a hemorrágica

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 06-08-2008

0

Qual é a diferença entre a dengue comum e a hemorrágica?

Ambas são causadas pelo mesmo vírus, transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti. A chamada dengue clássica na maioria dos casos não apresenta grandes problemas além de febre e dores, pois os próprios glóbulos brancos – nossas células de defesa – são capazes de eliminar a virose. Já a dengue hemorrágica pode até matar e, com raríssimas exceções, só ocorre nos casos reincidentes da doença. Isso porque existem quatro tipos diferentes do vírus da dengue: quem é infectado por um deles desenvolve anticorpos permanentes contra esse tipo específico, mas continua vulnerável aos demais. Se surge uma segunda contaminação, a doença torna-se muito mais violenta, acompanhada – por estranho que pareça – de uma produção anormal de anticorpos. "Esse paradoxo ainda é um mistério para nós.

Mas o número exagerado de células de defesa aumenta também a quantidade de outras substâncias naturalmente liberadas durante o processo infeccioso, que acabam causando lesões nas paredes dos vasos sangüíneos", diz o infectologista Luiz Jacintho da Silva, superintendente de Controle de Endemias da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Como o vírus destrói as plaquetas – células sangüíneas responsáveis pela cicatrização –, esse sangramento interno (a hemorragia propriamente dita) não é estancado. Isso faz cair a pressão arterial, levando à insuficiência circulatória, que pode ser fatal.

DENGUE CLÁSSICA

1 - Após a penetração do vírus na corrente sangüínea, entram em ação os glóbulos brancos. Essas células, responsáveis pela defesa do organismo, fazem o primeiro ataque ao inimigo invasor

2 - O combate desencadeia um processo inflamatório. Nessa etapa, o organismo produz anticorpos especificos contra o tipo do vírus que causou a infecção, tornando-se imune a ele. A pessoa está curada

DENGUE HEMORRÁGICA

3 - O mesmo indivíduo é picado por um mosquito contaminado por outro dos quatro diferentes tipos de vírus da dengue. Dessa vez, não se sabe por que, o organismo produz anticorpos em níveis exagerados

4 - Como em todo processo infeccioso, são liberadas substâncias chamadas mediadoras – só que em quantidade anormal. Tamanho excesso lesiona a veia. Como o vírus também destrói as células responsáveis pela cicatrização, o sangramento pode ser fatal

DENGUE CLÁSSICA

SINTOMAS - Febre alta, dor de cabeça, fadiga e falta de apetite, dores nos músculos, nas juntas e ao redor dos olhos. Manchas na pele e sangramentos leves também costumam ocorrer

TRATAMENTO - Resume-se a alguns cuidados para aliviar os sintomas. Os médicos geralmente receitam apenas antitérmicos para baixar a febre e soro fisiológico para reidratar o organismo

DENGUE HEMORRÁGICA

SINTOMAS - Os mesmos da dengue comum, mais sangramentos leves – na gengiva, por exemplo – e outros mais graves, como hemorragias gastrointestinal e intracraniana e derrames

TRATAMENTO - Terapias contra insuficiência circulatória, como reposição de plasma. Deve-se evitar remédios à base de ácido acetilsalicílico (como a aspirina), pois podem provocar ainda mais sangramentos.

Fonte Site tutomania

Câncer de Mama! Previna-se!

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 05-08-2008

0

O número de mulheres que contraem o câncer de mama e morrem devido à isto, ainda é muito elevado. Por que? As mulheres ainda não possuem o hábito de se tocarem. Fazer o auto-exame da mama é fundamental para descobrir alterações nos seios que podem indicar um câncer. Quando ele é descoberto precocemente, o tratamento se torna menos doloso para a mulher e os riscos de ela sair mutilada desta experiência diminuem drasticamente. O auto-exame não deve substituir os exames médicos, que devem ser feitos anualmente pelas mulheres. Qual a melhor idade? A partir dos vinte anos de idade a mulher deve começar a se preocupar em fazer seus exames e também se tocar.

As Mamas são glandulas produtoras do leite para a amamentação. Possuem muitos dutos, principalmente na parte superior localizada próxima às axilas. Aproximadamente 50% dos canceres são desenvolvidos nesta região do seio onde há uma maior concentração de dutos. Este câncer é o mais comum e chamado de Carcinoma Ductal, outro menos comum pode iniciar-se nos lóbulos da mama - o Carcinoma Lobular e existe também um terceiro chamado de Carcinoma Inflamatório e considerado a forma mais agressiva de Câncer de Mama pois altera os seios deixando-os vermelhos e quentes.

O Câncer de Mama pode ser identificado através de nódulos nos seios e alterações como dor mamária e secreções. O toque, é fundamental para que a mulher descubra o próprio corpo e consiga identificar se há algo de errado com ele. A partir do momento em que a mulher passa a conhecer o formato de seus seios, no momento em que alguma anormalidade for sentida, mais fácil se torna a identificação do nódulo mamário.

Fatores de Risco para o surgimento do Câncer de Mama:

1ª menstruação antes dos doze anos;
menopausa após os 55 anos;
sedentarismo;
alcoolismo;
surgimento de cistos mamários;
gravidez após os trinta anos ou nunca ter engravidado;
obesidade;
casos de Câncer na Família;
uso de pílulas anti-concepcionais (este último ainda não foi comprovado pela comunidade científica).

Como fazer o Auto-exame de mama?



Este panfleto explicativo da RHVida, dá uma noção dos movimentos que devemos fazer para examinarmos nossas mamas. O exame é rápido e pode ser feito durante o banho.Clique na imagem para ampliá-la., também da RHVida, dão riquezas de detalhes para o exame de auto-toque e também sobre o câncer de mama.

Somente o Auto-exame é suficiente?

Não! Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o auto-exame de mama não detecta tumores recém-formados. As mulheres ganham uma falsa sensação de segurança e podem estar com pequenos nódulos cancerígenos em formação que ainda não são detectados com o toque. O correto é fazer os dois: o auto-exame e a mamografia. A mamografia é uma radiografia dos seios e que pode detectar os nódulos no início de sua formação. Quanto mais precocemente o câncer for detectado, maior as possibilidades de cura sem constrangimentos e mutilações nos seios, que deixam as mulheres com uma baixa estima e com problemas psicológicos de rejeição ao próprio corpo.

Ilan Gorin reuniu em seu livro - Sem medo de saber, o depoimento de 40 artistas que passaram pelo problema do câncer. Entre os artistas, encontra-se Patrícia Pillar, que tornou-se ícone da luta contra o câncer de mama. Veja um trecho do que ela relata no livro:

"Minha história começou assim: um dia, fazendo um auto-exame nada minucioso durante o banho, senti que havia alguma coisa errada. Pouco tempo antes, eu tinha acabado de fazer uma mamografia anual de rotina, que não tinha acusado nada. Então, corri para o meu ginecologista e ele mandou que eu fizesse uma nova mamografia. E, mais uma vez, não deu nada no exame. O médico então me pediu um exame de ultra-som. Afinal, realmente havia alguma coisa errada no meu seio, e era palpável. Fiz o ultra-som no mesmo local onde fora feita a mamografia, e aí apareceu o tumor. Depois, fiquei sabendo que 10% dos casos de câncer não são detectados na mamografia, mesmo quando já são palpáveis…" (Patrícia Pillar)

Então mulheres! Previnam-se! Aprendam a se tocar! Sintam seus seios e aprendam a identificar anomalias neles. Seja amiga do peito! Faça os exames anuais de mamografia e não deixem de fazer todo o mês os auto-exames durante o banho! Abaixo segue um vídeo com algumas estatísticas e explicações sobre o drama do câncer de mama para a população feminina! Vejam e cuidem-se!

Video Clique Aqui

"A saúde é conservada pelo conhecimento e observação do próprio corpo." (Cícero)

Fontes:
www.abcdasaude.com.br
www.semmedodesaber.com 
www.inca.gov.br

Ranking de Blogs Technorati Profile

Campanha de Doação de Medula Ossea em Registro-SP

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 02-08-2008

2

CAMPANHA DE COLETA PARA REGISTRO DE DOADOR DE MEDULA OSSEA

NA CIDADE DE REGISTRO-SP 
16 DE AGOSTO de 2008

Endereço dos locais de Coleta :

Posto de Saude do centro

Praça dos Expedicionarios

Escola Masako Hirabayashi

Escola Koki Kitajima ( Bairro Nosso Teto)

para doar precisa ter entre 18 e 55 anos

levar RG e CPF

NAO DEIXE DE FAZER A SUA PARTE , SEJA  SOLIDÁRIO !!!

Estudo traz Esperança para a Cura da Calvíce

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 01-08-2008

1

Estudo traz esperança para a cura da calvíce

Poucas coisas despertam tanto pavor nos homens quanto o aparecimento das famosas "entradas" no cabelo, mas um estudo revolucionário divulgado nesta quarta-feira aponta pela primeira vez para um tratamento genético capaz de curar a calvície.

Em experiências com ratos, os cientistas da Universidade da Pensilvânia demonstraram que a pele de animais feridos é capaz de regenerar naturalmente os folículos de onde nascem os fios de cabelo.

Os pesquisadores também identificaram o gene vital responsável pelo crescimento normal do cabelo, e conseguiram estimular ou interromper o crescimento do cabelo, através da manipulação da atividade protéica ao nível molecular. Ao contrário de outros tipos de terapia contra a calvície, este método é não-invasivo.

Os resultados surpreenderam muitos cientistas, que há tempos haviam concluído que os folículos capilares dos mamíferos não eram capazes de se regenerar. A cabeça humana nasce com cerca de 100 mil desses pequenos órgãos geradores de cabelo, mas uma vez que sua função cesse, o couro cabeludo vai aos poucos ficando exposto.

A pesquisa, publicada na revista científica britânica Nature, é mais do que surpreendente porque reproduz resultados semelhantes observados há 50 anos atrás em coelhos, camundongos e humanos, largamente divulgados porém ignorados desde então.

Coordenador do estudo, o dermatologista George Cotsarelis, é também co-fundador de uma empresa, a Follica, que obteve licença para usar essa tecnologia para desenvolver tratamentos de restauração capilar.

A calvície sempre foi motivo de angústia para milhões de pessoas em todo o mundo. Confrontados com o problema, elas gastam bilhões de dólares todos os anos em medicamentos (em geral fraudulentos ou pouco eficientes) só nos Estados Unidos, de acordo com dados da Federal Drug Administration (FDA), agência federal americana que regula os medicamentos e os alimentos.

Pequenas fortunas também são gastas em dolorosos implantes capilares e outros tipos de substitutos mais ou menos convincentes.

Durante as experiências com camundongos, os pesquisadores descobriram que remover uma pequena área da epiderme (camada mais externa da pele) entre 1 e 2,5 centímetros de diâmetro, "desperta células tronco" com capacidade de gerar novos folículos. Depois de cicatrizada, a pele volta ao aspecto normal.

"Os novos folículos capilares crescem, cumprindo o ciclo capilar, e no fim não é possível sequer distingüí-los do cabelo remanescente", explicou Cheng-Ming Chuong, patologista da Universidade da Southern California, em comentário também publicado na Nature.

"Estas descobertas inesperadas podem mudar toda a nossa atual compreensão acerca da cicatrização e regeneração em mamíferos adultos", disse, mas lembrou que a pele do homem e do camundongo cicatrizam de formas diferentes.

Para entender o que acontecia ao nível molecular durante o processo, Cotsarelis e sua equipe usaram camundongos nos quais as células que geram os fios foram geneticamente marcadas previamente para que pudessem ser rastreadas depois que o pedaço de pele fosse retirado.

A ferida ativou uma via de sinalização de um gene, chamado Wnt, essencial para que o cabelo se desenvolva naturalmente. Quando os cientistas inibiram a sinalização, a renovação capilar foi sensivelmente reduzida.

Por outro lado, os camungondos cuja atividade do Wnt foi estimulada tiveram um "aumento significativo" no número de novos folículos capilares.

"Isso abre uma janela para a manipulação genética dos folículos capilares, além de tratamentos para feridas, perda de cabelo e outras doenças degenerativas", concluíram os pesquisadores.

Chuong vê aplicações ainda mais abrangentes para o estudo. "A medicina regenerativa promete identificar as capacidades naturais de cicatrização, além de uma mudança positiva da reparação para a regeneração", declarou.

fonte Site Cibervale

Ranking de Blogs Technorati Profile

Qual a Diferença entre Gripe ou Refriado

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 26-07-2008

0

Gripe ou Refriado

Muitas vezes chamamos simples resfriados de gripe. Mas as diferenças são muitas.

Resfriado comum

Não é sempre o mesmo vírus que provoca o resfriado. Existem inúmeros tipos diferentes, mas os sintomas são sempre semelhantes e se manifestam quando os vírus ultrapassam o muco protetor que reveste o nariz e a garganta, destruindo as células. Todavia, antes de morrer, elas liberam substâncias químicas que desencadeiam a inflamação e atraem os glóbulos brancos do sangue (leucócitos) para combater os vírus. Por mais surpreendente que pareça, os sintomas familiares do resfriado não são causados diretamente pelo vírus, mas sim pela reação do organismo contra eles. Ao contrário do que se diz, friagem e umidade não são responsáveis pela ocorrência de resfriados comuns. O problema não é a temperatura baixa, mas o baixo teor de umidade do ar. Esse é o caso do ar condicionado, que muitas vezes seca o ar a ponto de provocar a desidratação do muco protetor da nasofaringe o que permite ao vírus instalar-se mais facilmente.

Gripe

A gripe é causada pelo vírus Influenza que é altamente contagioso. Para ter-se uma idéia de sua capacidade de contágio, basta dizer que a bordo dos aviões ele pode rodar o mundo inteiro em apenas quatro dias. Em constante mutação, propaga-se com mais rapidez do que os do resfriado comum. Esse vírus causa infecção das vias respiratórias e pode representar grave perigo para a saúde, não pelo resfriado ou pela gripe em si, mas pelas complicações que dele advêm, como sinusite e pneumonia. Muitos casos de gripe poderiam ser evitados com a vacinação. Como os idosos são mais sensíveis às complicações da gripe, a vacina é um recurso importante para a prevenção. É aconselhável, também, que crianças e profissionais da área de saúde sejam vacinadas. A vacina da gripe não garante proteção total, mesmo assim, quem contrair gripe depois de recebê-la, certamente terá uma forma mais benigna da doença. Seus efeitos colaterais, se aparecerem, serão fracos. Algumas pessoas sentem o corpo dolorido e as crianças podem desenvolver um estado febril de baixa intensidade. A imunização efetiva ocorre cerca de duas semanas após a vacinação, que deve ser efetuada preferivelmente na época das campanhas, pois estas geralmente antecedem os períodos de maior incidência de contaminação.

Importante: Procure o médico imediatamente se os sintomas de gripes e resfriados não desaparecerem em no máximo 10 dias ou na ocorrência de febre alta, tosse intensa, falta de ar, respiração difícil, expectoração marrom ou esverdeada, pescoço rígido, dor forte de cabeça, erupção cutânea, dor de garganta, gânglios inflamados e diarréias em crianças. Esses sintomas podem sugerir complicações mais graves, como infecções bacterianas, meningites, sinusites e pneumonias.

Fonte site Cibervale

 

Ranking de Blogs

Technorati Profile

Cancer de Prostata

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 23-07-2008

0

Câncer/cancro da próstata

O que é o cancro da próstata?

O cancro da próstata é o tumor mais comum entre os homens. este cancro desenvolve-se em geral muito lentamente e provoca distúrbios só tardiamente, quando se torna volumoso e faz uma pressão sobre a uretra, provocando incontinência e dificuldade de micção.
É rara que o cancro da próstata surja antes dos quarenta anos, e o risco aumenta com a idade.

Quais são as causas do cancro da próstata?
As causas deste cancro não são conhecidas. supõe-se no entanto que exista uma certa predisposição hereditária.
Terapia do cancro da próstata

Quando se deve consultar o médico?
Precisa consultar o médico quando a necessidade de urinar se torna demasiado frequente (polaciúria), em caso de dificuldade de micção ou de problemas de incontinência.

 Outro sintomas que podem induzir-nos a consultar um especialista são dores abdominais, fadiga, falta de apetite, emagrecimento, dorsalgia (dores nas costas) e hematúria (sangue na urina).

O que faz o médico?
O médico vê o doente e palpa a próstata introduzindo um dedo no recto, para verificar se esta apresenta um volume ou uma consistência anómala.

Uma biopsia, com colheita de células da próstata por via endoscópica, permite identificar o tipo de afecção através de análises específicas de laboratório.

Uma colheita de sangue e uma radiografia do esqueleto e dos pulmões servem para identificar eventuais metástases. O resultado de todos estes testes permite decidir a terapia a seguir.

Qual é a terapia para o cancro da próstata?
Existem várias terapias para o cancro da próstata. A administração de estrogénios de síntese, as chamadas hormonas "feminizantes", produz frequentemente uma regressão do tumor.

Quando se torna necessária uma intervenção cirúrgica, isso comporta normalmente a remoção da próstata. A operação é seguida de um tratamento radioterápico ou com anticancerígenos.

Os tumores da próstata são quase sempre benignos e não se desenvolvem senão passados alguns anos. Em geral, é suficiente curar os sintomas, por exemplo com analgésicos.

O tratamento sintomático pode-se combinar perfeitamente com uma terapia à base de hormonas, de anticancerígenos ou com radioterapia.
Quando o paciente apresenta dificuldade de micção, o médico pode proceder à remoção da parte da próstata que faz pressão sobre a uretra (ressecção transuretral da próstata).

Qual é a evolução do cancro da próstata?
O cancro da próstata fica frequentemente silencioso por diversos anos para vir a ser descoberto durante uma anormal visita de controlo, antes que se manifeste qualquer sintoma.

Micções frequentes, dificuldade em esvaziar a bexiga, problemas de incontinência, são as primeiras manifestações da doença.
Outros sintomas podem incluir anemia, sensação de fadiga, perda de apetite e de peso.

O cancro da próstata pode produzir metástases noutros órgãos e às vezes não é diagnosticado antes destas metástases se formarem. Neste caso, as possibilidades de cura são muito reduzidas.

O cancro da próstata é no entanto uma forma tumoral bastante benigna.
O seu crescimento é lento e quando é diagnosticado precocemente as possibilidades de cura são elevadas.

O cancro da próstata é perigoso?
Todas as formas de cancro são perigosas e no entanto nunca se pode garantir a cura completa no fim da terapia.

 Veja Também: (Clique aqui)
Fonte Site http://km-stressnet.blogspot.com/2007/07/cancrocncer-da-mama.html

Ranking de Blogs Technorati Profile

Melancia Viagra Natural

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde, Você sabia | Postado dia 22-07-2008

0

Melancia - Viagra natural 

A impotência sexual, que afeta muitos homens, pode ser combatida com o consumo de melancia, que pode ter um efeito semelhante ao Viagra. A revelação é do cientista da Universidade do Texas A&M, nos Estados Unidos, Bhimu Patil, diretor do Fruit and Vegetable Improvement Center. (Centro de Aprimoramento de Frutas e Vegetais)

Ele afirma que a melancia tem ingredientes que produzem efeitos nos vasos sanguíneos semelhantes aos do Viagra e podem também aumentar a libido. “ Quanto mais nós estudamos a melancia, mais nos apercebemos do quanto essa fruta é maravilhosa em fornecer fortificantes ao corpo humano”, diz Patil em uma reportagem publicada no Site de divulgação do Programa de Agricultura da Universidade de, Agnews. “Nós sempre soubemos que a melancia é boa para a saúde, mas a lista dos benefícios da fruta cresce a cada novo estudo” afirmou. Os ingredientes benéficos à saúde encontrados em frutas e legumes em geral são conhecidos como fitonutrientes. Na melancia, são encontrados fitonutrientes como o licopeno e o betacoroteno, Mas o fitonutriente presente na melancia que tem atraído a atenção dos cientistas é a citrulina, que faz relaxar os vasos sanguíneos, da mesma forma que o Viagra o faz. Quando a melancia é consumida, a citrulina é convertida em arginina por enzimas. “A arginina estimula a produção de ácido nítrico, que relaxa os vasos, o mesmo efeito básico que o Viagra tem para tratar a impotência e até mesmo para preveni-la”, afirma Patil. Os cientistas reconhecem que a impotência pode ser causada também por problemas psicológicos, mas afirmam que uma quantidade extra de ácido nítrico pode ajudar aqueles que precisam de um maior fluxo sangüíneo, o que também é útil no tratamento de problemas cardiovasculares.

“ A melancia pode não ser tão direcionada ao órgão em questão como o Viagra, mas é uma ótima maneira de relaxar os vasos sanguíneos Sem nenhum efeito colateral”,afirma Patil. A citrulina, precursora da arginina, é encontrada em maior concentração na casca da melancia do que na polpa. Como a casca não é normalmente ingerida, dois outros cientistas do Fruit and Vegetable Improvement Center tentam desenvolver novas variedades de melancia com maior concentração de citrulina na polpa”.

Nós já havíamos sugerido ao Ministério da Saúde: “Bolsa Viagra para a alegria dos idosos”.

O Prefeito de Lo Prado, Sul da Capital chilena, Gonçalo Navarette Munhoz, já anunciou a distribuição gratuita de Viagra para todos os idosos da cidade. De acordo com o Prefeito, “O objetivo é dar à população uma qualidade de vida melhor" Navarette disse que homens com 55 anos ou mais serão altamente beneficiados. Ele revelou que teve a idéia depois de ouvir vários pacientes reclamando da baixa qualidade da vida sexual quando trabalhava como médico. Segundo o Prefeito, em poucos dias os médicos irão distribuir o remédio e a Prefeitura pagará a conta.

Sabendo da preocupação do nosso Presidente da República com a qualidade da vida sexual da população idosa brasileira, sugerimos uma campanha intensa para o consumo de melancia. Pelo menos, por enquanto, é mais barata! “Melancia de graça para todos os idosos

Ranking de Blogs

Glaucoma: Um Perigo Silencioso que Pode Cegar

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 21-07-2008

1

Glaucoma: um perigo silencioso que pode cegar

O glaucoma é uma doença que ocorre quando existe um aumento da pressão intra-ocular, o que pode levar à lesão do nervo ótico, compormetendo definitivamente a visão.
O perigo do glaucoma está na evolução silenciosa da doença. Os pacientes não sentem nada até que começem a perder parte da visão, e nesse momento, o dano instalado já irreversível.

Existem dois tipos, mais comuns, de glaucoma. Glaucoma de ângulo aberto, o tipo mais comum, com evolução lenta e sem sintomas até que o nervo ótico já esteja lesado. Glaucoma de ângulo fechado, também é chamado de glaucoma agudo. Nesses casos, menos freqüentes, o aumento de pressão dentro do olho é súbito. Essa forma do glaucoma traz muitas vezes dor e a perda da visão também é mais rápida.

Quem corre mais risco

A doença ocorre frequentemente após os 40 anos de idade, mas pode atacar crianças e adultos jovens.

Alguns fatores de risco:

* Idade acima de 40 anos
* História familiar de glaucoma
* Diabetes
* Uso prolongado de algumas medicações, como corticosteroides.

Sintomas do glaucoma

Na maioria das vezes o glaucoma não traz sintomas, dificultando o diagnóstico e o tratamento. Porém alguns sinais de alerta podem ajudar, alertando para a necessidade de procurar um oftalmologista e ser examinado.

* Estreitamento da visao (visão em túnel)
* Diminuição da visão
* Visão nublada
* Dor nos olhos

Prevenção

Não existem medidas de prevenção do glaucoma, além dos exames oftalmológicos freqüentes, pelo menos uma vez ao ano, especialmente se voce se enquadra nas categorias de maior risco para o desenvolvimento do glaucoma.

Tratamento

Outro ponto importante a ser divulgado é que o glaucoma tem tratamento a partir do diagnóstico. Os pacientes podem ter que pingar colírios ou mesmo comprimidos de forma regular, eventualmente, várias vezes ao dia.

Os devem ser orientados a tomar os medicamentos e pingar os colírios corretamente, o que pode ser difícil para um idoso. Portanto, não descuide da sua visão e vá ao oftalmologista regularmente.

Fonte Blog Arquivinho

 

Ranking de Blogs

8 Motivos para você beber mais água

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 19-07-2008

1

8 Motivos para você beber mais água

Ela é sinônimo de vida – não é à toa que uma das grandes preocupações do momento é a preservação desse líquido cada dia mais precioso. Economizar água é palavra de ordem da nossa era. Só não vale para um caso: hidratar seu corpo. Esta reportagem vai convencê-la a virar mais um copo já!

1 - facilita a digestão
A água ajuda na formação de enzimas (substâncias que facilitam as reações químicas no organismo) e também da saliva e do suco gástrico, que atuam na digestão.

2- combate o inchaço
Sem uma hidratação adequada, o volume de sangue diminui. Assim, as vitaminas e os minerais que ele carrega demoram mais tempo para chegar às células e, conseqüentemente, na pele e nas extremidades como cabelo e unhas. Por outro lado, bem hidratada, sua pele fica bonita e seu cabelo e unhas fortes. Além disso, com uma boa irrigação, o organismo não retém sódio – responsável pelo inchaço.

3 - reduz infecções
Ao se manter hidratada, você assegura que seu corpo será bem nutrido pelo sangue. É ele também que transporta minerais, como o ferro – importante para fortalecer as defesas do organismo.

4 - regula a temperatura
Por meio da transpiração, a água evita que o organismo entre em colapso com alterações bruscas de temperatura e faz com que ele se adapte ao ambiente.

5 - turbina a performance na malhação O melhor desempenho em atividades físicas ocorre porque as fibras musculares “ficam azeitadas”, deslizando com mais facilidade, o que reduz o risco de cãibras e de contusões.

6 - desintoxica e previne a celulite
Grande parte das toxinas é expulsa do nosso organismo por meio da urina e do suor. Por dia, eliminamos 1 litro e meio de urina e o equivalente a um copo de água na transpiração. Se não houver hidratação suficiente, esse processo – e a sua saúde! – fica comprometido. A água amolece as fezes, facilitando a eliminação delas. Todo esse conjunto, aliado à melhora na circulação sanguínea, acaba prevenindo o aparecimento de celulite.

7 - ajuda a emagrecer
Isso acontece principalmente quando ela é consumida junto com fibras solúveis, encontradas, por exemplo, nas frutas e na aveia. Em contato com a água, as fibras incham como uma esponja e dão sensação de saciedade. A água também pode “enganar” temporariamente o estômago com sua presença, mas, como ela não sofre digestão e absorção, essa sensação passa rapidamente e a fome reaparece.

8 - melhora a absorção dos nutrientes
Vale lembrar que é o sangue que carrega a glicose e outros nutrientes para as células, alimentando-as. E só uma hidratação adequada garante o volume ideal de sangue para transportar os nutrientes. Além disso, para serem absorvidos, eles precisam da água. É o caso das vitaminas C e do complexo B, que reforçam nossas defesas.

Fonte Site Cibervale

Ranking de Blogs

Saiba oque é Diabetes mellitus

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 10-07-2008

0

Diabetes mellitus

Batizada pelos médicos de diabetes mellitus, a doença ocorre quando há um aumento do açúcar no sangue. Dependendo dos motivos desse disparo, pode ser de dois tipos:

• No tipo 1 as células do pâncreas que fabricam insulina, o hormônio que ajuda a glicose a entrar nas células, simplesmente foram destruídas.

• Já no tipo 2 ou a produção dela não é suficiente ou as células simplesmente não conseguem aproveitá-la da forma correta - a chamada resistência à insulina.

Nos dois casos, o excesso de glicose em circulação desencadeia várias complicações que, se não forem controladas, podem levar à morte.

O diabete é um dos problemas mais graves de saúde pública, pois responde por 40% das mortes por doenças cardiovasculares - a primeira causa de morte no mundo. No Brasil ele atinge cerca de 10% das pessoas entre 30 e 69 anos. Mas apenas metade delas sabem que são portadoras do distúrbio.

De onde vem o nome? O termo diabetes foi cunhado lá pelo ano 70, na Grécia antiga, quando Areteu da Capadócia descreveu a doença pela primeira vez. Ele comparou o funcionamento do organismo desses pacientes a um sifão, o significado da palavra grega: comiam e bebiam muito, mas toda a energia que entrava pela boca ia embora literalmente pelo ralo com o excesso de urina. Já mellitus foi incorporado bem mais tarde. Em 1670 o médico inglês Thomas Willis provou a urina de indivíduos que apresentavam sintomas parecidos e descobriu que ela era muito doce. Quase dois séculos depois, em 1815, o químico francês M. Chevreul demonstrou que o açúcar dos diabéticos era glicose. Daí os médicos começaram a experimentar a urina de quem tinha suspeitas da doença. Ela foi batizada então de diabetes açucarada ou diabetes mellitus, palavra de origem latina que quer dizer mel ou adocicado.

O ciclo vicioso da doença

Sem insulina e com açúcar sobrando, o corpo fica sem energia e sujeito a vários problemas:

1. O excesso de glicose em circulação leva a um acúmulo no sangue - é a chamada hiperglicemia.

2. Para eliminar esse excesso, a pessoa passa a fazer mais xixi, desidratando o organismo. Daí a sede exagerada do diabético.

3. Sem receber glicose, o cérebro pensa que está faltando energia e ativa mecanismos de emergência para compensar essa deficiência. Ele ordena ao fígado mais produção de glicose e obriga o tecido gorduroso a queimar seus estoques. Resultado: a glicemia sobe mais ainda e a pessoa vai emagrecendo, se sentindo fraca e cansada.

4. A falta de energia faz a vítima sentir mais e mais fome, o que dispara a glicose no sangue. A queima de gorduras gera compostos chamados cetonas que são eliminados pela respiração e pela urina. Daí o hálito com cheiro levemente adocicado desses pacientes.

Sinais de alerta

• Urinar muitas vezes, de dia e à noite, e em grande quantidade

• Obesidade

• Perda de peso

• Muita fome

• Cansaço

• Piora da visão

• Furúnculos freqüentes

• Cicatrização difícil e infecções de pele

• Impotência sexual

• Pressão arterial elevada

Causas
No diabete tipo 1, geralmente diagnosticado na infância e na adolescência, é o próprio sistema imunológico da pessoa que, não se sabe bem por que, passa a atacar e destruir as ilhotas de Langerhans, as células do pâncreas produtoras de insulina.

No tipo 2, mais freqüente em adultos, há uma tendência hereditária por trás do mal e uma forte conexão com a obesidade. Hoje sabe-se que os quilos a mais na balança provocam a chamada resistência à insulina, que é a dificuldade das células de absorver a glicose. Ao longo do tempo, isso pode desembocar no diabete. De certa forma, é possível prevenir esse tipo mantendo o peso ideal, a alimentação adequada e uma rotina de exercícios. Esse tripé facilita o trabalho da insulina e mantém a glicose nas taxas ideais.

Complicações

O excesso de açúcar no sangue causa danos nos vasos que levam a várias complicações. Manter a glicose sob controle é o único jeito de afastar esses riscos:

• Cegueira: as alterações vasculares na região dos olhos podem provocar pequenos sangramentos e lesões na retina. É a chamada retinopatia diabética, que pode levar à perda da visão. O diabético deve fazer exames de fundo de olho com regularidade.

• Problemas cardiovasculares: a alta da glicose agride a parede dos vasos facilitando o acúmulo de gordura e as inflamações que entopem artérias. Isso causa infartos e derrames.

• Amputação de membros inferiores: As lesões nos vasos e a queda da irrigação diminuem a sensibilidade nos membros inferiores. O pé do diabético é extremamente suscetível a feridas que rapidamente podem virar úlceras de difícil cicatrização. Infeccionadas, podem levar à amputação.

• Impotência: a dificuldade de circulação no pênis pode causar problemas de ereção.

• Insuficiência renal: a circulação deficiente compromete a função dos rins. Se não for controlada com remédios, pode levar à falência renal.

Diagnóstico e exames de rotina

Para detectar a doença, o exame básico é a chamada glicemia de jejum, que deve estar entre 70 a 110 mg por 100 ml de sangue. Se o resultado ultrapassar 126 em dois exames seguidos, é diabete na certa. Mas se os números apontarem entre 110 e 125, pede-se o teste oral de tolerância à glicose para tirar a teima. O indivíduo ingere 75 gramas de glicose diluída em água e, após duas horas, faz o exame de sangue. O diabete é diagnosticado se estiver acima de 200. Um valor entre 140 e 199 acusa um quadro de pré-diabete.

Uma vez diagnosticado, o diabético terá que incorporar à sua rotina diária o glicosímetro - o aparelho que mede a glicemia. Dependendo do caso, ele deverá monitorá-la várias vezes ao dia pois é o único jeito de evitar descompensações.

Além disso, para manter a doença sob controle, essas pessoas devem realizar, pelo menos duas vezes ao ano, o exame da hemoglobina glicada, ou A1C. Só ele detecta como se comportou o açúcar nos últimos dois ou três meses, dado essencial para saber a quantas andam os estragos no organismo. O exame dosa a quantidade de glicose que se combinou com a hemoglobina dos glóbulos vermelhos, ou seja, o quanto de açúcar circulou pelo sangue naquele período, que é justamente o tempo de vida das hemácias.

O paciente também deve visitar o oftalmo uma vez ao ano e fazer rotineiramente exames da função dos rins e dos nervos, além dos básicos de colesterol e triglicérides. Em alguns casos, é preciso também ecocardiograma e teste ergométrico. Recentemente o Laboratório Fleury, em São Paulo, elaborou um check-up específico para flagrar complicações nos pés. Ele envolve exames de sensibilidade e avaliação da circulação local.

Fonte Site Revista Abril Saúde é vital

Ranking de Blogs

Você é Gordo ou Magro? Calcule seu I.M.C .

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 09-07-2008

1

Clique na Imagem e Calcule seu I.m.C

O índice de massa corpórea (IMC) é um índice aproximado do grau de obesidade de um adulto. Ele mede a relação entre peso e altura (peso em kg, dividido pelo quadrado da altura, em metros).

IMC Interpretação :

Menos de 20 Magro
20-24 Normal
25-29 Acima do peso
30-34 Obeso
Acima de 34 Muito obeso

Fonte Site Revista Nutriweb

Ranking de Blogs

Dicas para garantir uma boa noite de Sono

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 06-07-2008

0

Bons sonhos


Dicas para garantir uma boa noite de sono
Alguém boceja a seu lado e lá está você abrindo a boca também. Ainda que os bocejos pareçam contagiosos, o sono constante prejudica a qualidade de vida. Afinal, ninguém consegue ser produtivo o dia todo depois de uma noite mal dormida, não é? E o sono não é apenas uma função do organismo, mas um estado de vida com inúmeras funções, muitas delas relacionadas à conservação de energia. Embora não se tenha desvendado completamente o papel indispensável do sono na sobrevivência dos seres vivos, sabe-se cada vez mais sobre sua arquitetura.

A ciência já desvendou os estágios do sono e indica medidas simples que podem ajudar a ter uma noite mais tranqüila. Existem inclusive teorias sobre a função do sonho. Mais que propiciar boas histórias, os sonhos podem estimular o crescimento cerebral, apagar memórias indesejáveis e consolidar a memória. Pesquisas indicam que o ideal é dormir em torno de sete horas por dia. Menos que isso seria insuficiente para repor nossas energias.

A insônia pode ser tanto a dificuldade de iniciar o sono como de manter o sono ou mesmo a percepção de sono não-reparador. O número de horas de sono pode não estar reduzido, mas a maioria dos insones sente fadiga, cansaço fácil, ardência nos olhos, irritabilidade, ansiedade, fobias, incapacidade de concentrar-se, dificuldades de atenção e memória, mal-estar e sonolência. Para alguns especialistas, o diagnóstico de insônia requer a existência dessas perturbações do bem-estar no dia seguinte, além da dificuldade com o sono. Surpreendentemente, porém, alguns pacientes que relatam passar a noite em claro, dizem-se bem dispostos de dia. Esses são classificados como insones "paradoxais".

Como a insônia é um distúrbio complexo e apresenta sintomas muito variados, seu tratamento pode exigir múltiplas abordagens. Somente um médico pode definir qual a melhor forma de tratar esse desequilíbrio do organismo. De qualquer forma, prevenir é a palavra de ordem da medicina atual. A maioria dos adolescentes tem um sono tão bom que nos faz crer que para dormir basta atirar-se a qualquer hora em qualquer sofá. Após os 35 anos, porém, o sono vai se tornando frágil e passa a exigir mais cuidados.

Durma apenas o necessário para sentir-se recuperado.
O hábito de ficar na cama pela manhã, tentando dormir mais um pouco, pode criar dificuldade para adormecer na noite seguinte. Cortar um pouco o tempo na cama ajuda a solidificar o sono.

Cochile, se necessário.
Pequenos cochilos de 10 a 15 minutos, nos momentos de maior sonolência do dia, podem ser benéficos e até recomendados em algumas situações. Longas sestas, entretanto, são úteis apenas para quem dorme pouco à noite, por necessidade. Quase sempre são prejudiciais para quem sofre de insônia.

Tenha horário regular para levantar sete dias por semana.
O uso de um despertador com horário regular para levantar é o modo mais eficiente de forçar o surgimento de horários regulares de adormecer e com isso evitar o surgimento de insônia.

Não se exponha à luz forte se acordar no meio da noite.
A luz intensa pode fazer o cérebro pensar que já é dia e desregrar os relógios internos. Se acordar para ir ao banheiro acenda o mínimo de luzes.

Não tome bebidas com cafeína à noite.
O café, chá preto, chimarrão, chocolate, guaraná e refrigerantes à base de cola contêm cafeína ou outras xantinas que são excitantes do sistema nervoso. Mesmo que a pessoa não perceba, o sono torna-se superficial e fragmentado. Crianças estão mais sujeitas a estes efeitos. Raramente os pais dão-se conta da relação entre o consumo de refrigerantes à noite e as dificuldades de seus filhos em relação ao sono. O efeito da cafeína pode durar 8 a 14 horas.

Pare de fumar ou não fume à noite. A nicotina tem efeitos diversos sobre o sistema nervoso. Alguns sentem que o cigarro acalma e usam a droga como tranqüilizante. Isto é a dependência ou outra doença. A nicotina é prejudicial ao sono. Se acordar, não fume para voltar a dormir.

Não tome bebidas alcoólicas à noite. Ao contrário da crença geral o álcool não favorece o sono. Uma dose de álcool pode ajudar uma pessoa tensa a relaxar e adormecer, mas o sono que se segue não é um sono normal. A respiração fica prejudicada, surgem roncos.

Não durma com fome. O valor de um copo de leite morno ao deitar tem base científica. O leite é rico em triptofano, que é um percursor da serotonina, uma substância envolvida no processo de sono. Pessoas com fome ou perdendo peso têm o sono da segunda metade da noite um pouco prejudicado. Nem por isso fica liberado o "assalto" à geladeira no meio da noite.

Faça refeições leves à noite.
A partir dos 16 anos a capacidade digestiva vai diminuindo. O alimento não digerido entra em putrefação no intestino, provoca distensão do abdome, dificulta a respiração, causa roncos, apnéias e palpitações. Após certa idade, a maioria das pessoas naturalmente vai tornando as refeições da noite mais leves. O que está correto.

Fonte: Clínica do Sonowww.sono.com.br

Ranking de Blogs

Guia de Primeiros Socorros

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 24-06-2008

0

Aprenda o que você pode fazer - e também o que é proibido - diante de situações críticas

Um desmaio, uma convulsão, um corte, um engasgamento ou até um acidente de trânsito são situações que costumam deixar as pessoas nervosas e, ao mesmo tempo, dispostas a ajudar as vítimas. Mas é preciso saber como agir nessas horas para não piorar ainda mais a situação do acidentado.

“O mais importante é não perder a calma”, ensina a enfermeira Rita Simone Lopes Moreira, coordenadora do Centro de Treinamento em Emergências da Universidade Federal de São Paulo. “Se você não conseguir se controlar, dificilmente poderá ajudar a vítima.”

A especialista explica que, se o acidente acontecer na rua, o procedimento correto é isolar a área, tentar acalmar a vítima se ela estiver acordada e ligar para o serviço de emergência. “Nunca mova a pessoa nem dê água ou alimentos para ela”, alerta Rita Moreira. “Essas atitudes podem agravar lesões internas.” Quando o acidente acontece dentro de casa, também é preciso estar preparada para prestar os primeiros socorros. A enfermeira Silene Celerino da Fonseca, responsável técnica pelo sistema Samu de São Paulo, aconselha as pessoas a ter em casa um kit com alguns itens básicos de primeiros socorros. “Esse kit deve ter, no mínimo, gazes, ataduras, material anti-séptico e esparadrapos”, diz.

A seguir, saiba o que é certo e o que você deve evitar diante dos vários tipos de acidente. Assim, você estará preparada para agir se o momento chegar.

Situação: Atropelamento
O que fazer: Ativar o serviço de urgência (192 ou 193, dependendo da localidade); isolar o local, ou seja, deixá-lo livre e seguro para a vítima e para o atendimento e sinalizar o local.
O que NÃO fazer: Mexer na vítima, sem saber como se deve proceder e dar água ou alimentos à pessoa.

Situação: Desmaio ou forte tontura
O que fazer: Deitar a vítima confortavelmente; afrouxar as roupas e elevar as pernas. Colocar a cabeça de lado para evitar que a vítima se engasgue com vômito ou saliva e aguardar de 2 a 3 minutos: se a vítima recobrar a consciência, oriente-a a procurar um médico. Se isso não acontecer, solicite ajuda ou encaminhe-a ao pronto-socorro.
O que NÃO fazer: Dar cheiros fortes, como amoníaco ou álcool, para a vítima cheirar e tentar fazer a vítima sentar ou se levantar.

Situação: Acidente de carro
O que fazer: Ativar o serviço de urgência 192 ou 193 e informar o número de vítimas e, se possível, as condições delas; isolar o local, ou seja, deixá-lo livre e seguro para a vítima e para o atendimento. Por fim, sinalizar o local.
O que NÃO fazer: Tirar a vítima de dentro do carro (a menos, claro, que haja risco de incêndio).

Situação: Convulsão
O que fazer: Proteger a vítima, afastando objetos perigosos de sua proximidade e colocá-la de lado para evitar que engasgue com a saliva. Recomenda-se deixar que a saliva escorra, permitindo que a pessoa respire. Ainda deve proteger a cabeça da vítima apoiando-a sobre um travesseiro, almofada ou qualquer objeto macio (blusa ou toalha dobrada); afrouxar as roupas e, se a crise durar mais que 5 minutos, quando possível, transporte-a para o hospital, mantendo os cuidados anteriores. A vítima deve ser orientada para os riscos de nova crise convulsiva e, portanto, não deve dirigir veículos ou ingerir bebidas alcoólicas. Deve ainda evitar lugares que possam ser perigosos, tais como beiras de piscina e lugares altos, e procurar atendimento hospitalar.
O que NÃO fazer: Tentar colocar objetos, como colher ou pano, dentro da boca da vítima, durante a crise convulsiva, na tentativa de que a língua não enrole. A língua não enrola!

Situação: Engasgamento
O que fazer: Incentivar a pessoa para que tussa. Se ela não conseguir expelir o objeto tossindo, ative o sistema de urgência o mais rápido possível.
O que NÃO fazer: Forçar a pessoa a olhar para o alto e elevar os braços dela para tossir, porque isso pode fazer com que o objeto que a está impedindo de respirar entre ainda mais nas vias respiratórias.

Situação: Sangramento de nariz
O que fazer: Pedir para que a pessoa incline a cabeça para a frente e apertar a narina que está sangrando durante 2 a 3 minutos. Se esse sangramento no adulto vier com dor de cabeça, procure o serviço médico.
O que NÃO fazer: Pedir para que a pessoa vire a cabeça para trás. Isso pode fazer a vítima engasgar com o próprio sangue.

Situação: Cortes
O que fazer: Lavar as mãos; expor o corte e pressionar diretamente o corte, se estiver sangrando. Lavar o ferimento com água e sabão neutro e cobri-lo. Elevar a parte cortada (esteja atenta à possibilidade de lesão óssea). Aguardar 5 minutos: se o sangramento persistir, busque ajuda médica.
O que NÃO fazer: Tentar estancar o sangue amarrando uma atadura ou outro tecido no membro atingido, acima do local de corte. Isso prejudica a circulação como um todo.

Situação: Queimaduras
O que fazer: Lavar as mãos e aplicar água corrente sobre a lesão. Cobrir a lesão com compressa umedecida em água, com panos limpos e manter a vítima hidratada e aquecida. Encaminhá-la ao socorro médico especializado.
O que NÃO fazer: Passar pasta de dente, pomadas ou qualquer outro produto na queimadura. Romper as bolhas. Lembre-se de que elas são uma reação de proteção do próprio organismo.

Situação: Intoxicação
O que fazer: Encaminhá-la para o serviço médico o mais rápido possível e tentar levar a substância ingerida junto. Isso poderá ajudar o atendimento.
O que NÃO fazer: Dar leite, água ou provocar vômitos na vítima.

Autor: Karina Fusco
Fonte

Ranking de Blogs

20 conselhos para melhorar sua qualidade de vida

Postado por Camilo Aparecido | Postado em Dicas de saúde | Postado dia 23-06-2008

1

20 conselhos saudáveis para melhorar a qualidade de vida de forma prática e habitual

Um copo de suco de laranja diariamente para aumentar o ferro e repor a vitamina C. O futuro está na laranja, que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.

Salpicar canela no café (mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue).

Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral que tem quase 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais ferro que tem o pão branco.

Mastigar os vegetais por mais tempo. Isto aumenta a quantidade de químicos anti-cancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham os legumes, melhor efeito preventivo têm.

Adotar a regra dos 80%: servir-se menos 20% da comida que ia ingerir. Evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

Fazer refeições coloridas como o arco-íris. Comer uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, verde, roxo e branco em frutas e verduras, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.

Comer pizza. Mas escolha as de massa fininha. O licopeno, um antioxidante dos tomates que acompanha a maioria das pizzas, pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é melhor absorvido pelo corpo quando os tomates estão em molhos para massas ou para pizza.

Limpar sua escova de dente e trocá-la regularmente. As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim é
recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.

Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória. Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova. Leia um livro e memorize parágrafos.

Usar fio dental e não mastigar chicletes. Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração. Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.

Rir. Uma boa gargalhada é um mini exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida. Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa e os anticorpos.

Não descascar com antecipação. Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos. Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer.

Ligar para seus parentes/pais de vez em quando. Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã.

Desfrutar de uma xícara de chá. O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias. Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.

Ter um animal de estimação. As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas da Cambridge University. Os mascotes fazem você sentir se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue. Os cães são bons amigos, mas até um peixinho dourado pode causar um bom resultado.

Colocar verduras frescas e rodelas de tomate no sanduíche. Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, segundo cientistas da Harvard Medical School.

Reorganizar a geladeira. As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem. Por isso é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem embaixo.

Comer como um passarinho. A semente de girassol e as sementes de gergelim nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes. E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.

E por último, um bocadinho de pequenas dicas para alongar a vida:

Comer chocolate. Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio. (esse eu adorei!!! Tenho uns 20 anos a mais de vida!!)

Pensar positivamente. Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas, que ademais pegam gripes e resfriados mais facilmente (E dizem que eu sou sonhador demais… talvez porque quero viver mais).

Ser sociável. Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contato com a família.

Conhecer a si mesmo. Aqueles que priorizam o ’ser’ sobre o ‘ter’ têm 35% de probabilidade de viver mais tempo.

Não parece tão sacrificante, não é verdade? Uma vez incorporados os conselhos, facilmente tornam-se hábitos. É exatamente o que diz uma certa frase de Sêneca:

‘Escolha a melhor forma de viver, o costume a tornará agradável.’

Fonte Site blog  aninha goulart